quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Receita Federal divulga orientações sobre o faseamento e o evento R-2070 da EFD-Reinf

A Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) divulgou no Portal do Sped (http://sped.rfb.gov.br) orientações sobre o cronograma da entrada em produção da EFD-Reinf, que foi ajustado ao cronograma do eSocial.

Em suma, os prazos ficaram assim dispostos:



Dessa forma, em relação ao 1º Grupo deve ser observado o seguinte:

a) competências maio e junho/2018: além das informações referentes às contribuições sociais previdenciárias prestadas na EFD-Reinf, também deverão ser prestadas informações em GFIP;

b) a partir da competência de julho/2018:

b.1) as contribuições sociais previdenciárias passarão a ser recolhidas por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), gerado no sistema Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb);

b.2) não será mais utilizada a GFIP. 

De acordo com a RFB, a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (Dirf) não será substituída de imediato, razão pela qual o evento da EFD-Reinf - R-2070 - Retenções na Fonte - IR, CSLL, Cofins, PIS/PASEP, não deverá ser enviado pelos contribuintes que fazem parte do 1° Grupo logo no período inicial da sua obrigatoriedade (maio/2018). Segundo a RFB, esse evento poderá sofrer alterações e o período previsto para o início de sua exigibilidade deve ficar para o final do 2º semestre/2018, o que deve ser definido em novo ato a ser publicado oportunamente pela instituição, momento em que a EFD-Reinf também substituirá a Dirf.

No mais, quanto às demais informações previstas nos leiautes publicados em janeiro/2018 (versão 1.3) serão exigidas dentro do cronograma mencionado.